Festival 2012!
Alegrias e transformações na floresta
Céu do Mapiá

A inauguração da igreja provisória: a Tenda da Lua Branca. Os aniversários, festejos e a passagem do queridíssimo irmão Francisco Corrente. Confira a reportagem fotográfica do Agente Comunitário de Comunicação, Oswaldo Guimarães, sobre o Festival do início deste tão aguardado ano de 2012.
Vamos nos unir pelo positivo e pela boa notícia!




1-Escola Cruzeiro do Céu: alunos recebem certificados de conclusão de seus cursos. Com professores concursados a instituição atende hoje da creche ao ensino médio, passando por turmas especiais de avanço de série, ensino complementar de jovens e alfabetização de adultos.


2-Presépio 1: feito em tamanho natural, foi instalado dentro do prédio da igreja.


3-Presépio 2: feito em miniatura, foi instalado no túmulo do Pad. Sebastião, ao pés da imagem do Mestre Irineu.


4-Casa da Arte e Artesanato: palco de belos passeios e trabalhos espirituais, o Jardim da Natureza abriga também o ateliê de artistas e artesãos, que expõem e comercializam suas obras no centro da Vila (na foto o interior da loja).


5-Movimento de Saúde Ambiental (MSA): separação do lixo inorgânico trazido pelas famílias da Comunidade.  


6-MSA: crianças enchem garrafas pet de areia para reutilização.


7-MSA: bancos feitos com garrafas pet e lixo reaproveitado, decorados com motivos do Calendário Maia, são expostos pelos seus criadores.


8-A Tenda da Lua Branca (nome em homenagem a Mad. Rita): uma imensa geodésica coberta por lona é a nova igreja provisória do Mapiá. Foi idealizada e construída por Silvio Galvão (no centro conferindo o prumo central), auxiliado pelos moradores na montagem (ao fundo Pedro Mota, Roberval e veteranos).


9-Lua Nova na Tenda - depois de meses de muito trabalho, idas e vindas, contratempos e acidentes, montagens e desmontagens, quando finalmente a Tenda ficou pronta, a surpresa: ao conferir o prumo central no térreo, com o topo do cruzeiro, no céu, quem estava lá, em plena 4 horas da tarde? A Lua Nova (no destaque) em seu primeiro dia, como que batizando sua representante na Terra. Aplausos e muita emoção!


10-Bailado na Tenda, na virada do ano novo. O Pad. Alfredo não teve dúvidas: anunciou que a segunda parte de seu hinário, já em 2012, seria na nova igreja.


11-Aniversário do Pad. Alfredo: muita festa, com crianças, balões, bolo e caiçuma (bebida indígena feita de macaxeira) em homenagem aos 62 anos do aniversariante.


12-Alegria: Clara (ou seria a Mariazinha?) sopra bolhas de sabão no Pad. Alfredo em seu aniversário, d. Gecila participa da brincadeira.


13-Francisco Corrente: o adeus de amigos, familiares (as irmãs Francisca e Dalvina) e das crianças, que tanto amavam o queridíssimo irmão, líder, padrinho e mestre Francisco Corrente da Silva. (na foto, a sobrinha neta, Íris).


14-Francisco Corrente: a missa de corpo presente. O corpo foi colocado ao lado do pai, Manoel Corrente, na capela do túmulo do Pad. Sebastião. Os companheiros continuam juntos.


15- Livro sobre Mestre Irineu: lançamento do livro Eu Venho de Longe, com a história do Mestre Irineu e seus companheiros, escrita pelo irmão Edward MacRae e Paulo Moreira (na noite de autógrafos).


16-Piso mosaico: mais uma do Pad. Alfredo. Ele teve a ideia de recortar o piso do antigo prédio da igreja e aplicá-lo em forma de mosaico na Tenda. O resultado foi todos bailando sobre o velho piso onde bailaram os pioneiros do Mapiá.


17-Veteraníssimos: registre-se a assídua presença da Vó Nogueira (88 anos) e Pad. Nel (83) nos trabalhos espirituais.


18-Aniversário do Mapiá: crianças esperam ansiosas pelo bolo dos 29 anos da fundação da Vila Céu do Mapiá. A festa ainda teve um bingo beneficente e shows.


19-Sarau 1: Crianças cantam no Sarau do Mapiá, em palco armado e decorado especialmente para a ocasião.


20-Sarau 2: comitiva de japoneses apresentam canções típicas de seu país e hinos em sua língua materna.


21-Sarau 3: a banda Jovens do Mapiá apresenta composições próprias e música com temas ecológicos.


22- Festa de 7 anos: a aniversariante Érica nasceu 2 dias antes da passagem de sua ilustre vizinha, Mad. Cristina, que ao ouvir o chorinho da recém nascida, no amanhecer do dia, ainda teve inspiração para lhe dar um segundo nome, Matutina. Uns vão outros vem…


Texto e fotos: Oswaldo Guimarães.
Divulgue o correio da Boa Notícia!
Imprima e publique esta reportagem no mural de sua igreja e/ou associação.